quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

;)

                           
                                         Cruzei também um músico...

:))


                      ...cruzei por acaso um dos seguidores deste blog..... lol ;)

terça-feira, 13 de novembro de 2012

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

domingo, 24 de junho de 2012


One way or another I'm gonna find ya
I'm gonna getcha getcha getcha getcha...

quinta-feira, 7 de junho de 2012

Libertad para Lili !



Tive medo do dia e da sua realidade,
fugia do sol,
ficava deprimida com o calor, com as praias
e com a multidão.
A noite silenciosa...essa sim...ela correspondia-me !
Os murmúrios da cidade quase adormecida
eram o meu aconchego e a minha fantasia.
A noite sabia disfarçar os meus passos incertos e as minhas lágrimas.
Ela permitia-me aparecer e desaparecer sem compromissos e sem palavras.
Ela respeitava o meu ritmo, as minhas vontades e os meus apetites.
De noite podia passear descalça, despenteada, ou revestida de diamantes.
Podia sentar-me num passeio, encostada a uma parede e de pernas esticadas em pleno centro da cidade, erguendo a cabeça sob os “holofotes”, fumando um cigarro, fechando os olhos,
deixando os meus pensamentos divagar lentamente ao som de músicas próximas, recentemente escapadas de um bar qualquer.
Podia levantar-me e calcar a relva, cheirar as flores dos jardins públicos, como se tivessem sido plantadas ali para mim.
Abria os braços, rodopiava e saltava,
banhava os pés nas fontes, enquanto a lua ria-se, piscando-me um olho.
E nos momentos de forte adrenalina,
apenas abriam-se umas portas, e eu saltava para a pista de dança,
ou para cima do bar,
onde cada passo dado, cada curva do meu corpo acompanhava então o meu estado de espírito por vezes eufórico,
por vezes desesperado...
mas que importa isso, apenas sei que sentia cada cantinho do meu corpo, bem vivo...estando ele cansado, exausto, quente, ou voraz, eu sentia-me viva e incrivelmente livre !


segunda-feira, 14 de maio de 2012

sexta-feira, 20 de abril de 2012


 Cuidado...elas andam aí,
vampiras da noite, caçadoras, tentadoras...
 por vezes desesperadas...

 ...é pena ficarem tão frágeis quando chega a aurora.

sexta-feira, 13 de abril de 2012

I feel so crazy....



Hummmmmmmmmm....I feel so crazy....
I NEED YOU !!!
I want you...I want to feel you !!!
Estou tão QUENTE que nem sei como aguentar este calor !
Já rasguei as cuecas,
abri a janela,
abri as pernas,
Pus a cabeça à chuva...
mas nada me pode tirar esta vontade de ser possuída agora mesmo por ti …

quarta-feira, 7 de março de 2012

Do you Know me ?

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012



O que eu pretendo mesmo é trincar-te todo,
mordiscar-te como uma cachorrinha manhosa
até acertar num ponto que te faça gemer de prazer.
Anda, cheira-me.
Sente o meu cabelo, sente a minha pele.
Passa a tua mão nas minha nádegas,
nos neus seios,
Anda, chega-te mais perto....quero apanhar-te a jeito...

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012



I love the way you touch me...

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Ponto "fraco"




Ponto fraco, ponto sensível
onde tudo pode acontecer, onde tudo pode despertar.
Dentes suaves, trincas doridas,
gemidos, gritinhos de prazer.
Lambidelas húmidas e quentes...
Adooooooooro...

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Meet me out in the moonlight alone



"Won't you meet me out in the moonlight alone,
I wanna hide a while, behind your smile,
...and I know the kind of things you like..."

sábado, 31 de dezembro de 2011





FELIZ ANO 2O12 !!!!



...pede um desejo....

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011




Língua...papilas gustativas....sensores...sabores...tentação.



Hoje queria sair contigo e levar um vestido,
um vestido leve que se levantasse apenas com a leveza do teu sopro...



Feeling you under my skin...

sábado, 24 de dezembro de 2011

Feliz Natal !

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011


Um docinho bem “light”...daqueles que não fazem engordar … ;)

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Suspiro

video

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Cio



Sou a tua cachorra, e esfrego-me no chão
com o cio,
um cio danado.

Sente o meu cheiro,
sente o quanto eu te quero.

Anda, e enfia-me esse membro teso.

Faz-me estremecer e uivar
enquanto o meu rabo quente
aguenta e pede mais.

Não pares, não pares,
enquanto o prazer me devora.
Quero-te ouvir a rosnar,
quero ouvir essa voz rouca,
enquanto me comes como um louco.

Amarra o meu pescoço,
puxa o meu cabelo,
e enterra-te mais ainda.
Pressiona o teu corpo contra o meu.
Pressiona o meu corpo no chão,
contra a parede,
contra as grades,
contra o espelho...

e cheira o meu cabelo.
Cheira a minha pele
e abraça-me.
Abraça-me e faz-me sentir os teus dentes.
Faz-me sentir as tuas mãos encaixadas nos meus seios,
...faz-me sentir todo o teu peso.

Sente a minha loucura por ti,
goza dentro de mim,
fica aqui...

terça-feira, 15 de novembro de 2011

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Agarra-me se puderes



Agarra-me se puderes,
pelas ancas de preferência,
Agarra-me e aperta-me,
não tenhas medo...sua excelência...
Eu não parto, eu não quebro,
apenas me estico, rs,
nesta noite de grandes uivos
onde os bichos andam á solta...

Anda lá, meu safado,
meu safado por excelência,
agarra-me se puderes, se quiseres
me dar peso.
Eu curvo-me, eu aguento,
o calor que me preenche,
e esfrego-me lentamente
na tua ousada presença.

Espeta-me o teu dardo,
como um “bicho” tenebroso,
dá-me um pouco do teu “veneno”,
do teu cheiro e do teu gozo.
Leva-me á exaustão,
enquanto te levo a ti,
porque eu quero mais,
eu quero sempre,
sentir-te dentro de mim.


Embrulhada na tua pele,
eu só te quero abraçar,
e respirando pelos teus poros,
quero os teus lábios beijar.

Anda, ama-me, embrulha-me e prende-me.

domingo, 16 de outubro de 2011

Ama-me


Uma noite de lua cheia,
lua tapada pelas nuvens,
que os meus olhos tentam limpar…
Onde estás? Onde andas tu?
Não vês que estou sedenta?
Não vês?
Carente, não só das tuas carícias e abraços,
não somente do teu peito quente,
nas também da tua voz…
Amo cada palavra que sai por entre os teus lábios,
podem ser lindas ou me magoar,
podem ser verdades que eu não aceito,
podem ser apenas frutos da tua imaginação,
…mas fala para mim…fala sempre…
E depois…pega-me ao colo,
e leva-me para a tua cama,
ou mesmo para o chão…
E deita-me,
e deita-te,
e arrasa-me com os teus beijos...
Mata-me de desejos...
E ama-me,
ama-me intensamente sem deixar rastos,
ama-me…e depois...queima-me…

quarta-feira, 5 de outubro de 2011



A noite traz-me o teu cheiro.
E o teu sopro na minha nuca,
deixando doces arrepios,
e loucos desejos...

Pés descalços,
umbigo destapado,
bicos erguidos,
...
Noite densa,
...
o silencio
...
e lá bem no fundo
consigo ouvir-te a sussurrar

palavras quentes
escaldantes,
que eu rezo para te prender.

Ninguém vê,
ninguém sabe
nem tu sabes

o que aconteceu...
...mas ressuscitaste-me...

e de braços abertos eu escuto,
e abraço a vida,
seja ela amarga...
eu aguento
...desde que te ouça a sussurrar-me...

palavras quentes
escaldantes,
que eu repito sem me cansar...

quarta-feira, 14 de setembro de 2011



Mais uma noite acordada,
irrequieta e tensa,
sentindo a energia que soltaste dentro de mim....
...É safado... “esvaziaste-te” todinho...
e eu ainda não me consigo mexer sem sentir a “fúria” das tuas “ondas” a bater com força aqui contra as minhas “paredes”.
Mexeste com as minhas tripas como um louco,
e eu fiquei louca por saber que mais uma vez me ia embora.

Este desejo arrasa-me e destroça-me...
Não consigo lutar mais...desejar-te já faz parte de mim, do meu ser e dos meus sonhos...

...Fechei-me numa vida para a qual não fui feita...
...mas sinto que fui feita para ti....
...só não sei porque não me foi permitido nascer perto de ti...

terça-feira, 6 de setembro de 2011

Hummm...pois...



Saio do teu lado e vou sempre meia hipnotizada, assentada encima de uma nuvem motorizada. Mantenho assim um sorriso safado estampado nos lábios até adormecer.
Quando acordo, sinto ainda o teu cheiro escondido na minha pele, e o sabor da tua safadeza correndo na minha língua.

Quando lentamente chego ao chuveiro, deixo escorrer uma água quente, como a tua pele morena, sobre o meu corpo adormecido e fecho os olhos, enquanto as minhas mãos deslizam preguiçosamente sobre os caminhos que tu amas percorrer.

Deixo escorrer espuma branca sobre os meus seios que acaricio, tentando imitar o teu jeito.

Acento-me na banheira e guio os jactos de água para o meu umbigo, sentindo já os músculos da vagina a latejar.
Meto nela devagarinho a ponta de um dedo, para espreitar a sua fome. Está a ferver...
Saco logo o dedo para não levar uma trinca. lol,... e afogo-a com jactos de água que ela se apressa de engolir...esta safada sedenta.

O meu clitóris parece fazer frente a um tsunami, mas sei que ele adora contorcer-se até ficar sem fôlego...outro safado...

Esfrego-me contra o esmalte da banheira e todo o meu corpo começa freneticamente a mexer-se ao ritmo da dança do clitóris.

A banheira já esta meia de água... só me resta pegar no meu “vibrador submarino”...gosto dele, tem piloto automático... :)

E assim fico gemendo longamente, com a vagina a sugar a tripulação do submarino, rs....e com a imagem dos teus dentes esgaçando os bicos tesudos dos meus seios ….

Esgotada...volto para a cama.... para sonhar mais um pouco...e fazer contigo aquela parte que não devo contar aqui ;)

Big kiss :)

Nfhmily

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

I WANT and I WILL !!!




I want to see you !!!

I WANT and I WILL...TODAY !!!

Rs

Big BIIIIIIIG kisss.....nessa cara que eu amooooo beijar !!!

quinta-feira, 18 de agosto de 2011



Deixar de pensar nos outros para pensar em mim.
Mas quem sou eu sem os outros ?
Eles fazem parte de mim, mesmo se essa parte se aparenta muitas vezes como um cancro.

Por mais que eu tente levantar a cabeça e ter momentos de grande felicidade, esse cancro vem e agarrar-me pelas pernas, puxa-me para um buraco negro, um antro que eu conheço bem e do qual me custa sempre tanto sair.
Já rompi as unhas naquelas paredes, já esfolei os pés para tentar escapar. Quando finalmente aparece-me uma mão para me ajudar...felicidade e tristeza juntam-se em mim num cocktail explosivo...pois eu sei que essa mão, um dia, vai simplesmente desaparecer.

O meu corpo doí, está de novo a ficar fraco e não se cansa de me lembrar...
Eu não quero desistir, pois eu nunca quis conformar-me. Mas por mais que eu tente, a tristeza volta sempre, sempre...e esta pergunta continua sem resposta : para quê continuar...?

domingo, 14 de agosto de 2011

Seda e chocolate...



Oie Safado, voltaste aqui para o norte ?
Estás moreno ? Douradinho ? Tostadinho ? Chocolatinho ? Hummmm.....
Eu por cá continuo, sempre com as pernas da cor da seda...
leves, brilhantes e macias... ;) lol
Mas tu sabes como é....
esta “vampira” aqui tem medo do sol....
por isso só sai à noite...
Mas não te esqueças de uma coisa....
adoro contraste....e adoro chocolate...
adoro deixa-lo derreter indecentemente na minha boca quente....
por isso....
não me deixes tanto tempo com falta de açúcar...ou de leitinho....
senão...um dia destes...
estás sujeito á minha "vingança"...
um dia destes...
podes acordar chupadinho....
magrinho...
amarelinho....lol

por falta de sangue ;) ...

Beijoca longas, compridas, sugadas e irremediavelmente safadas...

SLPT :)

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Sorri sempre :)



Sorri sempre, SEMPREEE, mesmo que eu não esteja ao teu lado para ver esse teu lindo sorriso.
Mesmo que esse sorriso não me seja destinado, e que esteja outra pessoa a beber a vida que tu transmites.
Porque onde quer que estejas eu vejo-te sempre a sorrir, pois eu guardo o teu sorriso no meu coração.
Enquanto souber que vives sorrindo por este mundo, eu fico confiante e com vontade de viver.

Neoqeav

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Eu preciso...



Eu preciso...de adrenalina e de momentos de tranquilidade.
Preciso de sol, de calor...mas também necessito da chuva caindo por vezes no meu rosto.
Preciso de sentir alegrias que me embriaguem,
Preciso de loucura, de paixão... gosto de me sentir completamente rendida.
Preciso de amar e de ser amada e preciso de sentir esse amor a bater no meu peito até doer.
Preciso de uma mão, uma mão forte para me abraçar ou me deter. Para me sossegar e me levar.
Preciso de força para prender os meus demónios, para aniquilar o que me destrói.
Preciso de ar, de oxigénio e de mar.
Preciso de sentir o meu corpo vivo.
Preciso de partilhar a sensualidade que sinto dentro de mim, de a dar a quem é receptivo, a quem a sabe apreciar e corresponder.
Preciso de sexo, muito...para dizer que amo sem ter que falar...
Preciso de muito sexo, não de muitos homens...
Porque eu gosto de sexo quando amo.
Sou safada...mas tenho que amar a minha “vítima”....porque senão...eu não me acho especial....
e eu gosto tanto de me sentir especial...

Faz uns tempos que me tenho sentido assim...em paz com a vida...vivendo o dia a dia, degustando lentamente, apreciando...mas sem poder fazer grande barulho....porque receio que realmente o que é bom demais pode não durar...

I love to be with you....SM

segunda-feira, 27 de junho de 2011




Com este intenso calor eu abri as pernas e inspirei este ar marítimo por tudo o que é orifício.
Muito vento, muita areia no ar...entrando por tudo o que é orifício.
Frescura....ahhhh....o vento brincava com o meu clitóris, fazendo-o vibrar como as cordas de uma harpa...
O bico de uma gaivota aproximou-se perigosamente deste pedacinho de carne vermelhinha...ela espreitava, gulosa....mas afastou-se logo quando de repente foi coberta por uma sombra.
Eras tu safado....e o teu olho de “expert” também notou o quanto eu já estava entupida...e de um só gesto tu me ergueste e me puxaste para as ondas.
Tuas mãos largas e pesadas encheram logo o meu corpo de carícias enquanto afastavas a areia dos meus orifícios.
A tua língua provou o tempero dos meus lábios e o teu pau reagiu logo a minha pele arrepiada que tu abraçavas .Mergulhaste a minha cabeça na água salgada, e a tua boca trouxe-me o oxigénio necessário para este coração que batia num ritmo infernal.
«Fura-me....fode-me....possui-me», tentei eu dizer no meio das bolinhas que fugiam para a superfície.
Tu sorriste para mim, e também me puxaste para cima. O pôr do sol batia nos teus cabelos pretos e fazia reluzir o bronze do teu lindo rosto. Fiquei imóvel, em transe e só queria gravar essa imagem numa pedra que tentava descobrir algures no meu corpo.
Abracei as tuas ancas com as minhas pernas e tentei meter o teu coração no meu peito, apertando-te com força nos meus braços. Meti a minha língua na tua boca e fechei os olhos, esperando freneticamente que tu me absorvesses.
Tu pegaste-me firmemente pelas nádegas e puxaste-me, enterrando o teu pau erguido na minha cona completamente louca por te sugar.
Não sei o que é o paraíso....mas deve ser parecido com essa delícia orgásmica que percorreu intensamente a minha coluna enquanto me possuías como um louco naquela água fresca.
A água tornava-me ginasta e eu boiava ao nível da tua boca que vinha lentamente lamber as minhas curvas mais escondidas. Mergulhava entre as tuas pernas que tu abrias para sentir a minha língua roçar nessas bolas bem inchadas que tu apresentavas á minha mente gulosa.
Flutuava com o teu membro na minha boca, como um peixe submisso e preso, e eu sorria e eu gemia, enquanto comias os meus seios erguidos no meio da espuma das ondas.
Nadavas e roçavas as tuas pernas nas minhas, procurando furar, fazendo-me berrar enquanto te entalavas no meu rabo faminto.
E ao pôr do sol, rompestes as ondas, levando-me nos teus ombros, para te perderes comigo no mar.

sábado, 25 de junho de 2011

Cmoe bcak !




Uma smeana sem pdoer tcoar-te, baejir-te, é dcifil de antugear.
Stino -me sihnoza ntesa cdadie, prceae que o tpemo proau.
Ptntoaro hvuoe ftsea, hvuoe moitus dtiromvteins mas msemo aissm, mserno nasess hraos eu dvaa por mim a oahlr praa a ptora, á erpsea de qeum não ia cgehar.

É Sfdaao, ertsnaha fmroa de te sniter.

Bijeo gdanre

NhlmfIy ;)

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Angel....



Não te fies ás minhas crises de melancolia....pois há algo dentro de mim que mais tarde ou mais cedo supera tudo... ;)
Um beijo trincado e três grandes “chupadelas”, rs, ao meu “Mestre Safado” ;))

Nfhmily

sexta-feira, 3 de junho de 2011

Viciada



Não sinto a tua falta quando tu não estás aqui ou melhor, quando eu não estou aí.
Não sinto a tua falta porque o tempo que passo aí contigo em cada dia, permite-me estar preenchida durante as horas em que não estou contigo. Sim.... sinto-te presente a cada instante, sinto-me na mesma acariciada pelo teu olhar. Mas isso acontece quando eu sei que tu estás por perto. Porque quando tu sais da cidade por algum tempo, já me sinto perdida e terrivelmente sozinha.
Eu sei que isso não corresponde muito ao perfil de uma safada, rs, mas é assim, é ao pé de ti que eu “recarrego” as minhas "baterias", recarrego a minha percentagem vital de alegria...é contigo, Safado, que eu sinto esta fantástica vontade de viver.

Mas certos dias, pensamentos tristes se apoderam de mim...momentos em que eu penso que isto pode não durar, e nessas tristes alturas de fraqueza, as lágrimas invadem os meus olhos e não vejo mais nada ...a não ser um precipício à minha frente.

Estou viciada em ti, Safado.

terça-feira, 3 de maio de 2011

- Apetece-me foder-te !



- Apetece-me foder-te !
Foram essas as tuas palavras, quando me viste quase nua e descalça nos azulejos frios da tua cozinha.
Chegaste-me logo á mesa, olhando para mim como se de um delicio pitéu se tratasse.
O meu sangue aqueceu e eu trinquei os meus lábios, gulosa e já possuída por uma vontade louca de te comer também.
Encostaste o meu peito contra os azulejos frios da parede.
Os bicos dos meus seios arrepiaram-se, cresceram e mudaram de cor.
Colaste a tua pele á minha, acariciando-me com o teu membro firme,
e o meu sangue, fumegou…
Percorreste as minhas curvas e vieste prender-te aos meus seios frios, que tu aqueceste na palma das mãos.
Tua língua percorreu o meu pescoço, as minhas orelhas e entrou intensamente na minha boca.
Esta boca, que tu provocaste e a quem não digo que não...
Estes lábios que se deliciam a sugar-te e a comer-te, safado...
Estes meus lábios que tu amas espreitar,
acariciar, e unir aos teus…
…os meus lábios…todos eles…
Anda safado, eu adoro as tuas vontades,
simplesmente fazem decuplicar as minhas !
E fode-me, sim …FODE-ME
Porque eu amo tanto quando o fazes…


NFHMILYKS

terça-feira, 22 de março de 2011

Primavera



Primavera,
Sol, calor,
...e a noite que vai demorar a chegar.
Essa mesma noite que foi minha aliada, meu esconderijo,
na qual eu confiava para tapar os meus traços... para me proteger.
Sol, calor,
gente nas esplanadas até mais tarde,
e eu... dobrando as esquinas... baixando os olhos...
arriscando mais...
mas sei que a minha vontade é mais forte do que o meu medo,
e também sei que o meu medo desaparece ao pé de ti.